Ir para o Portal Estácio
Voltar

Blog

faculdade Gastronomia

Tudo sobre o curso de Gastronomia

Escrito por:

INTRODUÇÃO

O profissional com formação em gastronomia tem recebido cada vez mais notoriedade, respeitabilidade e evidência, frutos de demandas locais em resposta às tendências que estão ocorrendo no mundo gastronômico internacional, bem como pelo crescente interesse pela gastronomia regional, cujo reflexo é a valorização da identidade culinária local.  Sólida formação, conhecimentos técnicos diversificados, talento e dedicação são requisitos exigidos de quem atua no segmento.

O setor gastronômico contemporâneo exige muito mais do que uma formação vinculada exclusivamente para um determinado posto de trabalho.  Esse mercado necessita de um profissional que seja proficiente no domínio da linguagem dos aromas, sabores, sons, texturas, cores e ambientes de degustação, tanto quanto ter conhecimento aplicado a diversas áreas, como nutrição, segurança alimentar, administração, marketing, dentre outras. Nesse contexto, a educação profissional em gastronomia vem sendo considerada um fator estratégico de aprimoramento e competitividade para o próprio setor e para outros segmentos do seu entorno, através da qual o aluno se vincula ao mundo do trabalho e à prática social em caráter múltiplo.

O CURSO

O Curso Superior de Tecnologia em Gastronomia da Estácio é integralizado em 5 períodos, correspondendo a dois anos e meio de duração. É constituído por disciplinas voltadas para a Formação Básica e por disciplinas voltadas para a Formação Profissional Específica.

As disciplinas de Formação Básica estão presentes nos primeiros períodos, com destaque para Higiene e segurança Alimentar, Antropologia da Alimentação e Elementos da Nutrição. Nas disciplinas de ordem prática destacam-se Panificação e Confeitaria Internacional, Cozinha na Hotelaria, Cozinha Francesa, Mediterrânea, Asiática, Italiana, Cozinha Brasileira, Enologia, Aperitivos e Drinks, dentre outras. Ainda, há disciplinas de Formação Gestora, como Custos em restaurantes, Gestão de Negócios Gastronômicos, Marketing Aplicado em Gastronomia, Gestão em Cozinhas, dentre outras.

O curso de Gastronomia da Estácio tem como objetivo formar profissionais capazes de: a) executar as técnicas básicas da gastronomia nacional e internacional, bem como as de panificação e confeitaria nas mais diversas tendências mundiais; b) identificar e classificar os diversos insumos utilizados no preparo de alimentos, resguardando os critérios da qualidade para aquisição, armazenamento e métodos de conservação; c) identificar os equipamentos e utensílios utilizados na cozinha profissional, sua aplicabilidade, funcionamento, manuseio e higienização; d) reconhecer a importância das regras indicadas pela ANVISA de higiene pessoal, ambiental e de manipulação de alimentos; e) gerenciar cozinhas profissionais, dimensionando cardápios a partir da demanda e de suas variáveis na prestação de serviços do segmento de alimentos e bebidas.

PERFIL PROFISSIONAL

O profissional formado pelo Curso Superior de Tecnologia em Gastronomia estará apto a planejar e executar uma gastronomia criativa, organizando atividades na produção de alimentos e seu respectivo gerenciamento em cozinhas profissionais – tais como hotéis, restaurantes comerciais e institucionais, bares, industriais, hospitalares, caterings e buffets.  Atuará de forma precisa, segura e eficiente no desenvolvimento de atividades de planejamento, organização, execução e comercialização, em nível tático e gerencial, nas diferentes fases de produção dos serviços de alimentação, podendo realizar empreendimentos nas diversas áreas do segmento de alimentos e bebidas, bem como a prestação de assessoria e consultoria gastronômica.

Ainda, esse profissional estará preparado a exercer a liderança de equipes de trabalho estabelecendo, através de bases científicas, procedimentos que atendam às necessidades esboçadas pelos clientes, bem como valorizando os recursos alimentares, de forma a prevenir desperdícios e preservar o ambiente.

A sólida formação adquirida permitirá ao recém-formado a inserção no mercado de trabalho em condições de ocupar cargos de liderança no segmento de alimentos e bebidas.

MERCADO DE TRABALHO

Segundo dados do Ministério do Trabalho e Emprego (2011), a gastronomia movimentou R$ 180 bilhões no Brasil, correspondendo a um crescimento de 80% em cinco anos. Paralelamente, dados do IBGE apontam que 31% do total do orçamento das famílias são aplicados em alimentação fora de casa. Ambos os dados são reflexos da crescente demanda por profissionais na área da gastronomia, considerando também as atividades relacionadas à gestão e à operação no setor.

A média salarial do profissional formado em gastronomia no Brasil pode variar entre R$1.500 (salário inicial de um recém-formado) a R$10.000 ou mais (profissionais mais experientes). Quanto mais especializado e qualificado, melhores as possibilidades salariais.

Para uma boa projeção no mercado, é necessário que os interessados nessa área de atuação tenham a consciência de que é preciso começar a partir de funções básicas para garantir o domínio da prática, adquirindo maturidade e respeitabilidade, à medida que desenvolve sua identidade profissional. Também vale frisar que princípios como ética, criatividade, responsabilidade, dedicação, pontualidade, qualidade, postura e comportamento são fundamentais para o posicionamento desse profissional.

EXEMPLOS DO QUE O PROFISSIONAL PODE FAZER DEPOIS DE FORMADO

O gastrônomo acompanha o funcionamento da cozinha e da sua gestão, contrata e treina pessoal, elabora e pesquisa tabelas de preço, negocia com fornecedores e clientes, desenvolve estratégias de marketing, realiza vistorias em cozinhas industriais e restaurantes para verificar se as regras de segurança alimentar estão sendo cumpridas, dentre tantas outras atividades.

Esse profissional também pode realizar assessoria na abertura de um novo restaurante ou de um estabelecimento já em funcionamento, orientando desde a alteração no layout até a mudança de cardápios e de fornecedores. Para aqueles com espírito empreendedor, o profissional com formação na área possui a qualificação para abrir o próprio negócio, planejando e gerindo as atividades necessárias ao funcionamento do mesmo.

Fonte das informações:

Correio do Povo – Acesso janeiro 2014

G1 – Acesso janeiro 2014

Universidade Estácio de Sá. Projeto Pedagógico do Curso Superior Tecnológico em Gastronomia 2013.

Produzido por: Mariana Barbosa, Coordenadora Nacional do Curso de Gastronomia.

  • Contria Tudoisso

    Boa tarde!!! A explicação é muito fraca. Não fala sobre a necessidade de estágio, se este estágio tem que ser feito durante o curso, se pode ser feito após o curso, etc.

  • Eli Teixeira de Moraes

    Gostei! Irei cursar.