Ir para o Portal Estácio

Resolução de Problemas

Escrito por:

Problemas? Levante a mão quem não tem ou nunca teve!
Ainda mais em uma era de mudanças constantes e velozes, com a modernização e mecanização dos postos de trabalho, que futuramente, serão substituídos pela inteligência artificial, e um mercado cada vez mais competitivo. Nesse complexo e dinâmico cenário, profissionais que saibam lidar com as adversidades e propor soluções eficazes terão mais oportunidades de trabalho, além de poderem lidar melhor com as situações em geral de sua própria vida.

Então, você já ouviu falar sobre a competência “resolução de problemas”?
Marcelino Tadeu de Assis, professor do curso de Gestão de Recursos Humanos da Estácio, explica que essa é uma habilidade valorizada pelo mercado de trabalho por um motivo simples: lidamos diariamente com situações que requerem rápida resolução. Segundo Marcelino, trata-se da “capacidade de enxergar oportunidades por trás dos problemas. E não é qualquer olhar que identifica essas oportunidades, uma vez que a maioria das pessoas vai apenas constatar que ‘ali tem algo de errado’, como se não fosse ou não pudesse ser óbvio”, comenta.

Trata-se, portanto, de uma competência extremamente importante, visto que envolve diversas outras, como trabalho em equipe, olhar por diferentes ângulos, criatividade, resiliência, persistência etc. Para que haja a resolução de um problema, antes a pessoa precisa fazer um diagnóstico da situação, refletir sobre possíveis soluções, buscar vantagens e desvantagens e prever consequências de sua implementação, buscando o melhor resultado.

Desenvolver essa competência é justamente superar o óbvio e o padrão. “É por isso que, em vez de contratar mais uma pessoa para apontar o dedo e mostrar onde há um problema, os recrutadores buscam alguém que encontre – junto com a empresa – uma possibilidade de melhoria, um caminho. É importante termos, a nossa volta, pessoas que vejam problemas como desafios; como oportunidades de transformação.
É também necessário que a organização tenha uma cultura de melhoria contínua, que veja um problema como um ‘defeito’ ou como ‘algo evitável’
”, conclui o especialista.

 

E você? O que está fazendo para desenvolver essa habilidade?