Ir para o Portal Estácio
Voltar

Blog

Startup of business mind map illustration

Empreendedorismo com inovação: as startups não param de crescer

Escrito por:

Sabe aquele serviço que você pensa ‘bem que alguém podia inventar isso’? Pois, hoje em dia, a probabilidade de ele já existir ou estar em fase de desenvolvimento é grande. São as chamadas startups, empresas focadas em identificar problemas e, a partir da solução, criar um negócio. Com o olhar no futuro, têm a inovação e a transformação de processos como seus principais pilares. Atualmente, em sua base, a Associação Brasileira de Startups tem 6.458 startups cadastradas. Em 2012, esse número era de apenas 2.519.

Um dos principais cases de sucesso de startups brasileiras é o Nubank, operadora de cartões de crédito e banco digital, que nasceu com um propósito simples e claro: redefinir a relação das pessoas com o dinheiro, por meio de uma experiência mais eficiente e transparente. Hoje, a empresa conta com mais de três milhões de clientes, sendo uma das primeiras startups nacionais a atingir o valor de US$1 bilhão.  Netflix, Google, Paypal e Uber também são exemplos de startups de sucesso. Conheça a história delas aqui.

Até as companhias mais tradicionais já entenderam o impacto que novas ideias podem trazer para o negócio, e tiram proveito da relação com os jovens empreendedores. “Tenho visto crescer cada vez mais o modelo de inovação aberta. Grandes empresas buscando ultrapassar as suas fronteiras de trabalho tradicionais para promover a resolução de desafios de negócio e a captura de valor em um ecossistema que inclui startups, universidades e hackathons. E quando esses dois mundos, aparentemente distantes, se juntam, os ecossistemas inovadores prosperam e as empresas aceleram a mudança e se preparam para o futuro”, revela a Coordenadora de Inovação da Icatu Seguros, Izabel Barreto. Para ela, esse novo ecossistema cria rupturas no mercado e tem um impacto muito saudável, em que o consumidor sai ganhando, pois, não se constrói valor sem levar em conta a experiência na ponta.

Quem quiser dar os primeiros passos no caminho do empreendedorismo deve ficar atento às dicas de Izabel. “Estudar, mapear tendências e aplicar metodologias são fundamentais, mas não se promove inovação apenas no nível do conceito. Minha orientação é: empreenda-se. Assuma riscos. Teste. Coloque a mão na massa e aprenda o mais rápido possível como se diferenciar e entregar valor no que estiver fazendo”, explica.

Se abrir uma startup é o seu sonho, confira aqui as cinco dicas de David Vélez, CEO do Nubank, para colocar já em prática.