Ir para o Portal Estácio

Currículo: seu passaporte para o sucesso.

Escrito por:

A primeira impressão é a que fica”. Quem nunca escutou essa frase, não é mesmo? Em se tratando de um processo de recrutamento e seleção, a análise do currículo é o contato inicial do candidato com a empresa recrutadora. Esta é a primeira e, talvez, a última chance para criar uma boa impressão e apresentar todo o seu potencial para a vaga. Isso significa que a elaboração de um currículo não deve ser considerada apenas mais uma atividade a ser cumprida na busca pelo emprego. Ele mostra, até mesmo em pequenos detalhes, o tipo de profissional que você é. Em outras palavras, ele é mais do que um resumo da sua trajetória profissional, é por meio dele que você faz o seu marketing pessoal.


Mas, como fazer um currículo simples e eficiente? As boas e velhas dicas para montar um currículo de sucesso continuam valendo: seja objetivo, tenha atenção aos erros de português, fale a verdade, apresente resultados e destaque conhecimentos em idiomas. Segundo o especialista em recrutamento da consultoria Page Personnel, Vitor Lourenço, o candidato deve investir no conteúdo do currículo. Dados pessoais, formação acadêmica, histórico profissional com datas de início e término, idiomas e outras qualificações são imprescindíveis. “O link do perfil no LinkedIn é algo que pode agregar muito, porém é importante mantê-lo  atualizado. Mas, acima de tudo, o conteúdo é o que atrai o recrutador. Logo, é importante caprichar nas suas atividades e resultados nas passagens, sendo sempre transparente e sincero”, explica.

De acordo com a consultoria de RH The Ladders, em geral, o recrutador leva em média 6 segundos para analisar um CV. Daí a importância de torná-lo atrativo. Mas, atenção: ao elaborar um currículo, além de se preocupar com as informações e dados, uma dúvida frequente é em relação ao formato. Segundo a empresa global de consultoria de RH Robert Half, antigamente, entregar o documento em Word era o ideal. Porém, atualmente, a maioria dos programas de gestão de RH consegue ler os dados escritos num documento em PDF. Esse formato permite que o seu currículo não seja editado por engano ou tenha a diagramação alterada no computador de quem o receber. Já em Word, se o currículo é aberto num computador diferente do candidato algumas fontes podem ser substituídas. E, se isso ocorrer, toda a diagramação do currículo pode ser alterada, gerando confusão e tornando o conteúdo não atrativo.

Ainda, de acordo com a consultoria, o currículo resume a sua trajetória profissional e é utilizado pelos recrutadores para chamá-lo para uma entrevista, em que você poderá detalhar suas experiências. Outra dica importante da consultoria: pesquise quais são os requisitos mais solicitados nas vagas que você se interessa e inclua palavras-chave para que seu currículo se destaque dos demais concorrentes. Ah, seu currículo deve ter no máximo duas páginas.

Por fim, mantenha seu perfil do LinkedIn completo, com foto e, é claro, atualizado. Invista no simples e na clareza das informações.

Agora que você já sabe como elaborar o seu currículo, que tal atualizá-lo?

#VocêeEstácioFormou